Medidas de segurança para operação de guindaste

As máquinas estão cada vez mais modernas e versáteis, o que facilita o trabalho do operador, no entanto, é preciso cuidados e acompanhamento das normas para garantir a segurança dos funcionário, de maneira a reduzir o risco de acidentes.

5 erros fatais relacionados à operação de guindastes

A operação de guindastes geralmente envolve altos riscos, não somente com relação ao patrimônio, mas também com as pessoas em seu entorno, com isso há incidências de erros como:  

  1. falta de atenção ou descaso pode ocasionar acidentes sérios, inclusive com risco de morte;
  2. profissionais sem treinamentos e sem uso equipamentos bem dimensionados;
  3. descuido com a tabela de cargas. Recomenda-se trabalhar com no máximo 75% da capacidade nominal, deixando uma margem para imprevistos como movimentos dinâmicos, ventos ou mesmo ajustes do terreno;
  4. não assegurar que o guindaste esteja centralizado em relação à carga;
  5. rompimento do cabo de aço.

5 medidas de segurança para operação de guindaste

  1. Somente operadores treinados e qualificados devem dirigir guindastes.
  2. Nunca ultrapassar a capacidade nominal da maquina.
  3. Manter informações sobre qualquer falha ou dano com o guindaste. Aguardar o conserto dos defeitos, para depois continuar o trabalho.
  4. Nunca puxe, arraste ou levante qualquer carga colocada lateralmente em relação à lança.
  5. Não abasteça a máquina com o motor em funcionamento. Incêndios e explosões podem ocorrer da não observância destas simples regras.

O que é NR-11?

É uma Norma Regulamentadora 11 de segurança para operação de elevadores, guindastes, transportadores industriais e máquinas transportadoras.

A NR 11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais estabelece as empresas públicas e privadas, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho, requisitos mínimos de segurança para operação de elevadores, guindastes, transportadores industriais e máquinas transportadoras.

Porque fazer o curso de operador de guindaste?

Um operador de guindaste é responsável pela manobra de equipamentos pesados, muitas vezes trabalhando sem a ajuda outro profissional. O treinamento é uma parte importante do programa global de formação de qualquer empresa, porque pode ajudar a zerar o número e a gravidade dos incidentes com o equipamento.

Se o operador ou supervisor de guindaste trabalha em um local onde há o risco de queda, o pessoal deve estar alerta e consciente do que é normal e como determinar quando algo está errado. E isso pode ser feito somente quando os funcionários recebem um treinamento adequado. Um bom programa de treinamento pode também ajudar o operador a entender quando se recusar a fazer um levantamento por razões de segurança.

A formação profissional

Quando um trabalhador está operando uma máquina que pode pesar centenas de toneladas, ela pode ser capaz de causar danos a outras pessoas, se não for devidamente controlada.

Um operador bem treinado auxilia sua equipe a fazer o seu trabalho de forma profissional em vez de confiar nos instintos, prezando pela segurança dele e dos outros a sua volta.

A boa formação de um operador de guindaste está aliada à inspeção e manutenção do equipamento com as normas mais atuais de segurança, além de fornecer explicações sobre as medidas de segurança.

O profissional também aprende sobre como um dano ou cabo de aço dobrado pode levar ao fracasso potencial. A compreensão de como evitar essas obstruções é uma parte crucial da formação de um operador de guindaste.

Benefícios do treinamento de operação de guindastes

O benefício mais importante do curso de operador de guindaste é que ele reduz o risco de acidentes do empregador e dos outros profissionais que trabalham no canteiro de obras. Os procedimentos de elevação e manutenção sempre envolvem riscos, e tentar atingir essas tarefas sem treinamento adequado pode vir a ser fatal.

A Iaco, de acordo com a NR11, ministra o treinamento de operação de guindastes por meio do desenvolvimento e implementação de um plano de manutenção preventiva, que deve ser cumprido de forma rigorosa.

Curso de operação de guindastes

Nesta semana um acidente ocorrido na Arena Corinthians, em São Paulo, deixou arquitetos, engenheiros e empresas alertas.

O tombamento de um guindaste no local, que provocou a morte dois trabalhadores que operavam no momento, reascendeu a seriedade e necessidade de operar esses equipamentos com segurança.

A perícia ainda trabalha para descobrir possíveis falhas no caso, mas, mesmo não tendo os resultados oficiais, já se pode ter o fato ocorrido como um exemplo para demonstrar os riscos de se trabalhar com guindastes e a importância dos treinamentos sobre as melhores práticas dessa área operacional, com foco em segurança e produtividade na operação e manutenção dos equipamentos.

Um dos treinamentos de segurança da IACO, o de Operação do Guindaste, busca justamente orientar os trabalhadores sobre os cuidados em manusear esse equipamento tão complexo.

Com o treinamento, os empregados recebem informações indispensáveis sobre o conceito de guindaste, classificação, nomenclatura de um guindaste e seus componentes básicos.

O cronograma seguido pela empresa torna os operadores de guindastes competentes, com conhecimento, experiência e habilidade necessários.

Um comentário em “Medidas de segurança para operação de guindaste

  1. Bom dia,

    Muito bom esse conteúdo poderia ter mais explicação sobre os instrumentos que compõem o mesmo
    Att,

    Jackson Alves

    Tec. de Seg. do Trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *